kim gordon girl in a band livro pra ler dica de leitura

Férias! Terei aqui duas semaninhas mais free e que delícia é passar os dias fazendo pouco ou aproveitando para ir no cinema, passear e colocar a leitura em dia. E a dica aqui de hoje é uma leitura beem bacana, o livro da baixista do Sonic Youth, Kim Gordon, Girl In a Band. A versão em português, também disponível no Brasil, se chama A Garota da Banda.

Mas esse livro não é bem uma novidade, foi lançando em 2015, mas vale a indicação para quem não leu ainda. Conhecendo a banda ou não ou mesmo não sendo assim tão ligado à música, a leitura é fantástica. Conta a história de vida de Kim e como ela chegou a uma das bandas mais icônicas do rock mundial. Um relato sincero e sem máscaras de uma mulher que nunca parou no tempo ou mesmo sempre esteve à frente do seu tempo.

Sou fã dela e também da banda, é claro, que acabou em 2011 com seu último show, coincidentemente, no Brasil. A banda é americana. E até tenho um amigo que estava presente nesse show em São Paulo! Curiosamente, o livro começa relatando esse show e como estava o clima e tudo que levou a banda a acabar. Mas a vida continua e Kim é uma mulher que sabe mudar o jogo quando é preciso.

Foto by me

ter um bar cart carrinhos de bebidas em casa home decor recife 1

ter um bar cart carrinhos de bebidas em casa home decor recife 2

Ter um bar cart em casa. Faz muuuito tempo que venho pesquisando, comprando e organizando o carrinho de bebidas aqui de casa. E, apesar de beber raramente, acho super charmoso ter um carrinho de bebidas para dias especiais e pequenas festinhas com amigos mais próximos.

E esse bar cart aqui de casa tem muita história. Está com a minha família desde que tenho memória e estava esquecido na casa da minha avó. Consegui trazer o carrinho aqui pra casa e meu avó, que é marceneiro e um amor de pessoa, reformou ele para mim. Trocamos as peças de azulejos, lixamos e aplicamos verniz. O resultado? Como novo.

Mas não é preciso, claro, ter uma peça antiga assim de herança de família para ter um bar cart em casa. Há muitas opções modernas e até em antiquários para montar um bar cart. Acho bacana essa possibilidade de estar sempre mudando os itens do carrinho de bebidas e dar sempre um ar novo à decoração do bar cart. Luminárias, bandejas, taças e muito mais dão todo o charme que essa peça pede.

Outra opção super legal é aprender a fazer uns drinks bacanas e animar ainda mais as noites de festa. Ainda não aprendi a fazer drinks, acho que esse é o próximo passo ;) E você, curte essa moda retrô do bar cart e também curte ter um em casa? Um super beijo e obrigada pela sua visita!

vinyl_a volta dos vinis_qualidade do vinil

Quem diria que os vinis estariam de volta. Até tenho alguns vinis aqui em casa, mas tudo doação ou herança dos meus tios que se desfizeram de seus vinis há muitos anos e decidi, na época, que eles eram muito bonitos para serem deixados pra trás. O fato é que eu não tenho um toca-discos, mas pretendo adquirir um em breve.

Todavia, estou bem ‘alone’ nessa, tenho amigos que compram, escutam e tem um super som em casa só para curtir um bom vinil em alto e bom som. Mas será que a qualidade dos vinis é mesmo superior ao som digital? Numa rápida pesquisa aqui com os meus ‘amigos especialistas da área’, descobri que isso é muito relativo. No vinil, a gravação é analógica, diferente do CD, que é digital.

Há ouvidos mais atentos que conseguem distinguir mais detalhes na reprodução em vinil. Outros, não trocam a facilidade do CD e dos arquivos em MP3. O fato é que o vinil traz de volta essa coisa de ver e tocar um produto em tamanho grande. Ver detalhes da capa de um disco e ter o prazer de ligar o som e colocar o grande vinil pra tocar. That’s beauty.

E você tem algum vinil em casa? Qual a sua opinião sobre a volta dos vinis e as bandas e artistas voltarem a investir nesse formato?

 

saia vinyl 1

saia vinyl 2

saia vinyl 3

saia vinyl 4

Muita procura, muita espera, viagem até a agência central dos Correios no centro da cidade, enfim ela chegou! Minha saia em vinil que há tempos vinha procurando na Internet para comprar. No final, a saia chegou menor do que eu imaginava, todavia, dá para fazer um lookzinhos mais ousados com ela. E falando em vinil, lembrei da série Vinyl, de Martin Scorsese e Mick Jagger, uma série super bacana com muita música boa, mas que acabou de ter a sua segunda temporada cancelada. Que pena! Raramente acho algo bom para ver na TV, por isso quase sempre fico com os clássicos como Seinfeld, Friends, X-Files, entre outros. O que você tem visto por aí? Também curte looks com tecidos em vinil? Um super abraço e muito obrigada pela sua visita!

 

Top: vintage
Saia: YesStyle.com
Bota: Dr. Martens
Brincos e anéis: acervo

Fotos by Tnol

produtos do mes o que estou usando recomendado pelo dermatologista

O que estou usando? Mais do que um post para indicar produtos, esse post fala de como é importante ir ao dermatologista. Cuido muito da minha pele porque se não cuidar ela não fica legal. Como a maiores de nós brasileiros, pela umidade, pelo calor, a nossa pele tende a ter os poros mais abertos e isso pode gerar alguns problemas. Adoro passear pela farmácia a procura de algum lançamento, mas usar produtos indicados pelo dermatologista faz toda a diferença.

E foi o que fiz, fui a dois dermatologistas nesse último mês e não poderia estar mais satisfeita. Com indicações específicas para a minha pele, pude notar uma diferença muito grande no aspecto global: menos acne, menos imperfeição… e o melhor, ainda economizando. Comprando especificamente o que é recomendado para você e não gastando dinheiro em produtos que podem não servir.

No meu caso, como tenho pele oleosa com tendência à acne, estou usando: o Actine, sabonete líquido; o Normaderme Skin Corrector, antes do protetor solar; e à noite ácido azelaico e o Redemic para olhos, da La Roche-Posay.

O que você tem usado por aí? Também foi ao dermatologista recentemente? Um super abraço e obrigada pela sua visita!